18 de junho de 2024 7:44

Banner princ

Quixaba: Prefeito Zé Pretinho e 1ª Dama Socorro Salvador participam do encerramento das festividades do Sagrado Coração de Jesus

Na noite deste ultimo domingo 16, o prefeito de Quixaba, senhor José Pereira Nunes (Zé Pretinho, esteve acompanhado da Primeira Dama e Secretária de Assistência social Socorro Salvador, participando da celebração do encerramento da Festa do Sagrado Coração de Jesus na Paróquia de São Sebastião, na cidade de Quixaba.

O Sagrado Coração de Jesus é um padroeiro secundário de Quixaba, no sertão de Pernambuco, onde tem como principal santo padroeiro São Sebastião com suas festividades realizadas no mês de Janeiro de cada ano.

Zé Pretinho e sua esposa Socorro Salvador é um casal religioso, de crença e fé da igreja apostólica romana e assim, são frequentadores de celebrações religiosas. Também são respeitadores de todas as religiões.

Sagrado Coração de Jesus é uma das três solenidades do Tempo Comum, dentro da Liturgia da Igreja Católica, comemorada na Segunda Sexta-feira após a solenidade de Corpus Christi. Além disso, essa devoção também é cultivada pela Igreja Católica ao longo de todas as primeiras sextas-feiras de cada mês do ano. Consiste na veneração do Coração de Jesus, do mais íntimo de Seu Amor. É seguida, a par, pela devoção ao Imaculado Coração de Maria

A devoção está especialmente preocupada com o que a Igreja considera ser o amor e a compaixão sofridos do coração de Cristo em relação à humanidade. A popularização dessa devoção em sua forma moderna deriva de uma freira católica da FrançaSanta Margarida Maria de Alacoque, que disse que aprendeu a devoção de Jesus durante uma série de aparições para ela entre 1673 e 1675 e mais tarde, no século XIX, a partir das revelações místicas de outra freira católica em Portugal, a Beata Maria do Divino Coração Droste zu Vischering, Religiosa do Bom Pastor, que solicitou em nome de Cristo que o Papa Leão XIII consagrasse o mundo inteiro ao Sagrado Coração de Jesus. Os antecessores da devoção moderna surgiram inconfundivelmente na Idade Média em várias facetas do misticismo católico, particularmente Santa Gertrudes, a Grande.

Devoção inicial

Historicamente, a devoção ao Sagrado Coração é uma consequência da devoção ao que se acredita ser a humanidade sagrada de Cristo. Durante os primeiros dez séculos do cristianismo, não há nada que indique que qualquer culto foi prestado ao coração ferido de Jesus. O renascimento da vida religiosa e a zelosa atividade de São Bernardo de Claraval e Francisco de Assis nos séculos XII e XIII, juntamente com o entusiasmo dos cruzados que retornavam da Terra Santa, deram origem à devoção à Paixão de Jesus Cristo e, particularmente, às práticas em homenagem às feridas sagradas.

A devoção ao Sagrado Coração se desenvolveu a partir da devoção às feridas sagradas, em particular à ferida sagrada no lado de Jesus. As primeiras indicações de devoção ao Sagrado Coração são encontradas nos séculos XI e XII, na atmosfera fervorosa dos mosteiros beneditinos ou cistercienses. É impossível dizer com certeza quais foram seus primeiros textos ou quem foram seus primeiros devotos.

Em Carnaíba, Bispo Dom Limacêdo celebra encerramento da Trezena do Padroeiro Santo Antônio

A 179ª Edição da Trezena de Santo Antônio, padroeiro da cidade de Carnaíba, no sertão de Pernambuco, que se iniciou no dia 1º de Junho, teve encerramento este quinta-feira, dia 13, em grande festa, com a grande participação dos paroquianos e visitantes.

Fiéis celebraram o Dia de Santo Antônio com a tradicional procissão saindo da igreja matriz na rua José Martins fazendo um percurso pela Praça Nossa Senhora de Lourdes, Rua Saturnino Bezerra, Travessa Dário Gomes e Rua José Martins retroando à igreja matriz onde foi realizada a Missa Campal pelo Bispo Diocesano de Afogados da Ingazeira Dom Limacêdo Antônio.

A celebração eucarística foi concelebrada pelo  pároco, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelos Diáconos Lindailson Ferraz e Cláudio.

Leia mais após a publicidade

Santo Antonio ou Fernando Antônio de Bulhões, seu nome de nascença,  nasceu em Lisboa, Portugal, em 15 de agosto do ano de 1195. De família nobre e rica, era filho único de Martinho de Bulhões, oficial do exercito de Dom Afonso e de Tereza Taveira. Sua formação inicial foi feita pelos cônegos da Catedral de Lisboa. Antônio gostava de estudar e de ficar mais recolhido.

Aos 19 anos entrou para o Mosteiro de São Vicente dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho, contra a vontade de seu pai. Morou lá por 2 anos. Com uma grande biblioteca em mãos, Antônio avança na sua história pelo estudo e pela oração. É transferido para Coimbra, que é um importante centro de estudos de Portugal, ficando lá por 10 anos. Em Coimbra ele  foi ordenado sacerdote. Logo se viu o dom da palavra que transbordava do jovem padre agostiniano. Ele tinha conhecimento e grande poder de pregação.

Em Coimbra o Padre Antônio conhece os freis franciscanos, entusiasma-se pelo fervor e radicalidade com que estes viviam o Evangelho e, pouco depois, torna-se Frei Antônio, mudando-se para o mosteiro de São Francisco de Assis.

Santo Antonio faz o pedido de ir para o Marrocos pregar o evangelho e os Franciscanos permitem. No meio do caminho, porém, Frei Antônio fica muito doente e é forçado a voltar para Portugal. Na viagem de volta, o barco é desviado e vai para Itália, terminando por parar na Sicília, em um grande encontro de mais de 5 mil frades franciscanos chamado Capítulo das Esteiras. Lá, Antônio conhece pessoalmente São Francisco de Assis. A mão de Deus o tinha guiado por caminhos diferentes.

Após conhecer São Francisco, Frei Antônio passa 15 meses como um eremita no monte Paolo. São Francisco enxerga os dons que Deus deu a ele, chama-o de Frei Antônio, meu Bispo e o encarrega da formação teológica dos irmãos do Mosteiro.

No capítulo geral da ordem dos franciscanos ele é enviado a Roma para tratar de assuntos da ordem com o Papa Gregório IX, que fica impressionado com sua inteligência e eloquência e o chama de Arca do Testamento.

Tinha uma força irresistível com as palavras e São Francisco o nomeou como o primeiro leitor de Teologia da Ordem. Em seguida, mandou-o estudar teologia para ensinar seus alunos e pregar ainda melhor. Juntavam-se as vezes mais de 30 mil pessoas para ouvi-lo pregar, e muitos milagres aconteciam. Após a morte de São Francisco, ele foi enviado a Roma para apresentar ao Papa a Regra da Ordem de São Francisco.

Protetor das coisas perdidas. Protetor dos casamentos. Protetor dos pobres. É o Santo dos milagres. Fez muitos ainda em vida. Durante suas pregações nas praças e igrejas, muitos cegos, surdos, coxos e muitos doentes ficavam curados. Redigiu os Sermões, tratados sobre a quaresma e os evangelhos, que estão impressos em dois grandes volumes de sua obra.

Santo Antônio morreu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231, com 36 anos. Por isso ele é conhecido também como Santo Antônio de Pádua. Antes de falecer nas portas de Pádua, Santo Antônio diz: ó Virgem gloriosa que estais acima das estrelas. E completou, estou vendo o meu Senhor. Em seguida, faleceu.

Os meninos da cidade logo saíram a dar a notícia: o Santo morreu. E em Lisboa os sinos das igrejas começaram a repicar sozinhos e só depois o povo soube da morte do Santo. Ele também é chamado de Santo Antônio de Lisboa, por ser sua cidade de origem.

Aconteceram tantos milagres após sua morte, que onze meses após ele foi beatificado e canonizado. Quando seu corpo foi exumado, sua língua estava intacta. São Boaventura estava presente e disse que esse milagre era a prova de que sua pregação era inspirada por Deus. Está exposta até hoje na Basílica de Santo Antônio na cidade de Pádua.

Sua canonização foi realizada pelo Papa Gregório IX, na catedral de Espoleto, em 30 de maio de 1232, sendo o processo mais rápido da história da Igreja.

Em 1934 foi declarado Padroeiro de Portugal.

Em 1946 foi proclamado Doutor da Igreja pelo Papa Pio XII.

FOTOS PASCOM:

Paroquia de Carnaíba celebra a 12ª noite da Trezena de Santo Antônio

A 12ª e penúltima noite de celebrações de honrarias ao Gloriosos Santo Antônio, padroeiro da cidade de Carnaíba (PE), aconteceu neste quarta -feira, dia 12,  dentro da programação da 179ª Festa de Santo Antônio na paróquia carnaibana.

A celebração eucarística foi presidida pelo Vigário Geral da Diocese de Afogados da Ingazeira e Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Penha em Serra Talhada – PE, Padre Josenildo Nunes de Oliveira.

Leia mais após a publicidade

A missa ainda teve a concelebração do Padre Mairton Marques, Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus em Tuparetama – PE e do pároco de Carnaíba, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelos Diáconos Lindailson Ferraz e Cláudio.

Nesta quinta feira 13, as celebrações ao padroeiro Santo Antônio, se encerram com a tradicional procissão pela Praça Nossa Senhora de Lourdes, Rua Saturnino Bezerra, Travessa Dário Gomes e Rua José Martins retornando á igreja matriz com a imagem do santo e em seguida a celebração da Santa Missa.

FOTOS PASCOM:

Tabirense Léo Brasil participa de celebração ao Padroeiro Santo Antônio, em Carnaíba

O Diretor de Comunicação da Prefeitura Municipal de Tabira, blogueiro e comunicador Léo Brasil, esteve na noite desta terça feira 11, prestigiando a celebração religiosa da 11ª noite de Honrarias ao Glorioso Santo Antônio, em Carnaíba.

Léo que também é membro da Área Pastoral Mãe Rainha e Divina Misericórdia de Tabira, esteve acompanhando o padre Claudivan Siqueira, Administrador Paroquial da Área Pastoral Mãe Rainha e Divina Misericórdia, que foi o celebrante da missa.

Leia mais após a publicidade

Ainda fez parte da equipe Tabirense o estagiário Lucas Emmanuel Ferraz, também na mesma Área Pastoral de Tabira.

A Trezena de Santo Antônio, em Carnaíba, aglomera fieis da cidade e da zona rural, bem como de cidades vizinhas, como foi o caso do visitante Léo Brasil nesta terça feira. Léo é diretamente ligado a igreja católica e ao Núcleo da Área Pastoral Mãe Rainha.
  

Paroquia de Carnaíba celebra a 11ª noite em honra ao padroeiro Santo Antônio

Neste terça -feira, dia 11, foi celebrada a 11ª noite da 179ª Edição da Festa do padroeiro Santo Antônio na  paróquia de Carnaíba, no sertão de Pernambuco. A tradicional Trezena de Santo Antônio em Carnaíba teve inicio oficialmente  em 1.845 quando Carnaíba ainda era uma pequena vila pertencente ao município de Flores.

A celebração eucarística desta terça feira 11, foi presidida pelo Padre Claudivan Siqueira, Administrador Paroquial da Área Pastoral Mãe Rainha e Divina Misericórdia de Tabira – PE>

Leia mais apos a publicidade

A missa foi concelebrada pelo pároco padre Miguel Nunes, auxiliados pelos Diáconos Lindailson Ferraz, Cláudio e Niedson.

Esteve presente também o estagiário Lucas Emmanuel Ferraz, que faz estágio pastoral na Área Pastoral Mãe Rainha e Divina Misericórdia, de Tabira.

Paroquia de Carnaíba celebra a 10ª noite da Trezena de Santo Antônio

Na noite desta segunda-feira, dia 10, aconteceu a décima noite da 179ª Edição da  Festa de Santo Antônio, um dos padroeiros da paróquia de Carnaíba.

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Alison José, Administrador paroquial da Área Pastoral São Sebastião de Ibitiranga, e concelebrada pelo pároco padre Miguel Nunes, auxiliados pelos Diáconos Lindailson Ferraz e Cláudio.

No Polo Cultural da Festa, a apresentação da noite foi com o sanfoneiro Cícero Souza e Ana Beatriz, abrilhantando a festa religiosa do Padroeiro!

Em Carnaíba, 9ª noite de celebrações à Santo Antônio é celebrada pelo Padre Clério Airon, de Recife

Em Carnaíba, sertão de Pernambuco, neste domingo, dia 09, aconteceu a nona noite de celebração da 179ª Festa de Santo Antônio, um dos padroeiros da paróquia de Carnaíba.

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Clério Airon, Reitor Seminário Maior São Carlos Borromeu em Recife – PE, e concelebrada pelo pároco padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson Ferraz.

Continue lendo após a publicidade

As celebrações em honras ao milagroso Santo Antônio vem acontecendo em Carnaíba desde o dia 1º de Junho e se estende até a próxima quinta feira 13, quando se encerra a Trezena ao padroeiro.

No Polo Cultural da Festa, a apresentação da noite foi Adriano Lima, abrilhantando a festa do amado Padroeiro!

Matriz de Carnaíba celebra a 6ª Noite da Trezena do Padroeiro Santo Antônio

Nesta sextaa-feira, dia 07, aconteceu a sexta noite da 179ª edição da Festa do padroeiro Santo Antônio em na paróquia de Carnaíba-PE, sendo também a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus.

Leia mais após a publicidade

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Vinícius Veras,  atual Reitor do Seminário de Filosofia São Judas Tadeu em Afogados da Ingazeira – PE e concelebrada pelo pároco padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson Ferraz.

No Polo Cultural da Festa, a apresentação da noite ficou por conta do Som No Beco, abrilhantando a festa do  amado Padroeiro!

PASCOM

Paroquia de Carnaíba celebra 6ª Noite da Trezena do Padroeiro Santo Antônio

Nesta noite desta quinta-feira, dia 06,  foi celebrada a sexta noite da 179ª Festa de Santo Antônio padroeiro da cidade de Carnaíba-PE.

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Gutemberg Lacerda, Vigário Paroquial da Paróquia de São Sebastião de Iguaracy- PE, e concelebrada pelo pároco, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson.

Leia mais após a publicidade

No Polo Cultural da Festa, a apresentação da noite ficou por conta do forrozeiro Júnior Mendes, abrilhantando a festa do Padroeiro.

PASCOM

Em Carnaíba, Padre Gilvan Bezerra celebra a 5ª Noite da Trezena de Santo Antônio

Nesta quarta-feira, dia 05, aconteceu a 5ª noite da 179ª Festa da Trezena do padroeiro Santo Antônio na Paroquia de Carnaíba.
A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Gilvan Bezerra, Pároco da Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Remédios em Afogados da Ingazeira – PE, e concelebrada pelo pároco, Padre. Miguel Nunes, auxiliados pelos Diácono Lindailson Ferraz.

Leia mais após a publicidade

No Polo Cultural da Festa, em frente a igreja matriz, a apresentação da noite foi Vinícius do Acordeon, abrilhantando a festa do amado Padroeiro.

As festividades religiosas se estendem até o próximo dia 13 de Junho, quando a edição da celebração terá encerramento com procissão pelas ruas da cidade.

PASCOM

Em Carnaíba, Paroquia celebra a 4ª noite da Trezena de Santo Antônio

Na noite desta terça-feira, dia 04, aconteceu a quarta noite da 179ª Festa do padroeiro Santo Antônio em Carnaíba-PE.
A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Elton Wilson, Administrador Paroquial da Área Pastoral São Francisco em Serra Talhada – PE, e concelebrada pelo pároco, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson Ferraz.

Leia mais após a publicidade

No Polo Cultural da Festa, em frente a igreja matriz, a apresentação cultural da noite foi do cantor Léo Rodrigues, abrilhantando a festa de amado Padroeiro de Carnaíba.

FOTOS PASCOM

Paroquia de Carnaíba celebra a 3ª noite da Trezena ao padroeiro Santo Antônio

N a noite desta segunda-feira, dia 03 de junho, aconteceu a 3ª noite  de celebração religiosa da 179ª Edição da Festa do padroeiro Santo Antônio, na cidade de Carnaíba, no sertão de Pernambuco.

A celebração eucarística foi presidida pelo Padre Edilberto Aparecido, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Serra Talhada – PE, e concelebrada pelo pároco padre Miguel Nunes, auxiliados pelos Diáconos Cláudio e Lindailson Ferraz.

As celebrações religiosas acontecem até o dia 13 de junho, quando se encerra a Trezena de Santo Antônio com a tradicional procissão pelas principais ruas de Carnaíba.

Leia mais após a publicidade
No Polo Cultural da Festa, localizado em frente a igreja matriz, na rua José Martins, houve a apresentação cultural com artistas da cidade.

Em Carnaíba, Padre Daniel Gomes celebra a 2ª noite das festividades de Santo Antônio

Neste domingo, dia 2, aconteceu a 2ª noite da 179ª Festa de Santo Antônio, que teve inicio no ultimo sábado 1º de junho e se estende até o próximo dia 13.

A celebração eucarística foi presidida por Padre Daniel Gomes, Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de Flores – PE, e concelebrada pelo pároco, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson Ferraz.

Continue lendo após a publicidade

Todas as noites, após as celebrações, acontece apresentações culturais no Polo Cultural Santo Antônio, em frente a igreja matriz de São João Maria Vianney e de Santo Antônio, na Rua José Martins.

A noite deste domingo contou com a apresentação de Juninho e Forró Mió. O local serve para  os artistas carnaibanos se apresentarem gratuitamente para abrilhantar a festa do amado Padroeiro.

Em Carnaíba paroquia inicia Trezena ao Padroeiro Santo Antônio com celebração de dom Egidio Bisol

Em Carnaíba, no interior de Pernambuco, teve inicio na noite deste sábado, dia 1° de junho de 2024, a abertura da 179ª Festa de Santo Antônio, iniciando com a procissão da bandeira que saiu da casa da Madrinha Maria Sophia, juntamente com o Pajem, Paulo Ivandi, em direção a Igreja Matriz na Rua José Martins, onde a bandeira foi hasteada.

Continue lendo após a publicidade

A Santa Missa da noite de abertura foi presidida por Dom Egídio Bisol, Bispo Emérito da Diocese de Afogados da Ingazeira e concelebrada pelo pároco, Padre Miguel Nunes, auxiliados pelo Diácono Lindailson Ferraz, de Carnaíba.

A noite contou com a apresentação do Grupo Tindolêlê após a missa no Polo Cultural da Festa, onde os artistas se apresentam gratuitamente para abrilhantar a festa de nosso amado Padroeiro.

A Trezena que soma-se 13 noites de celebrações ao padroeiro Santo Antônio se estende em Carnaíba até o próximo dia 13 de Junho, quando se encerra com a tradicional procissão de fieis com a imagem do santo pelas principais ruas da cidade.

Fotos: PASCOM

Comunidade católica de Flores celebra a solenidade de Corpus Christi

Por Junior Campos

Nesta quinta-feira (30), a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição de Flores celebrou a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Jesus, um momento de profunda fé e devoção, destacando o comprometimento de Jesus Cristo que, na Última Ceia, se entregou a nós nos sinais do Pão e do Vinho. Este dia especial foi marcado pela adoração e celebração da presença viva de Cristo na Eucaristia, reforçando a unidade tão almejada por Ele.

Durante todo o dia, pastorais, grupos e movimentos da paróquia cumpriram seus horários de Adoração ao Santíssimo Sacramento, demonstrando a devoção e o espírito comunitário da Igreja.

Continue lendo após a publicidade

O ponto alto das comemorações foi às 16h, com a Santa Missa presidida pelo Pároco Pe. Aldo Guedes e concelebrada pelo Pe. Daniel e o Diácono José Aparecido. A celebração eucarística reuniu os fiéis em um momento de oração, reflexão e louvor.

Ao final da missa, o Pe. Aldo Guedes solicitou que todos entoassem o refrão do cântico “Eu Seguirei”, de Frei Gilson, e que repetissem a frase: “Como é bom ser bom”. Ele ainda incentivou os presentes a compartilharem essa mensagem de bondade com aqueles que não puderam comparecer, ao chegarem em suas residências.

A celebração foi um testemunho da fé e da comunhão da comunidade, reforçando o significado do sacramento da Eucaristia como alimento de vida e símbolo de união.

Matriz de Carnaíba celebra o Corpus Christi

Em Carnaíba, no interior de Pernambuco, a Paróquia de Santo Antônio e São João Maria Vianney celebrou na tarde desta quinta-feira, dia 30, em uma grande festa, a Solenidade do Santíssimo Sacramento do Corpo e Sangue de Cristo, o Corpus Christi.

Continue lendo após a publicidade

A programação do dia se iniciou ao meio-dia com adoração ao Santíssimo, até as 16h, quando foi celebrada a Santa Missa, presidida pelo pároco Padre Miguel Nunes, auxiliado pelo Diácono Lindailson Ferraz.

Em frente da Igreja Matriz, o Setor Juventude da paróquia (EJC, GPC e Legião de Maria Juvenil) confeccionou um belíssimo tapete com diversas imagens, como o ostensório, Sagrada Família e dos padroeiros, Santo Antônio e São João Maria Vianney. Um verdadeiro tapete digno de um Rei, Nosso Senhor Jesus Cristo.

PASCOM

Tabira: Bispo Dom Limacêdo preside missa na Área Pastoral Mãe Rainha e da Divina Misericórdia

Nesta quinta-feira 30 de maio, dia do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, na Área Pastoral Mãe Rainha e da Divina Misericórdia, em Tabira, Dom Limacêdo Antônio presidiu a Santa Missa ao lado do Padre Claudivan Siqueira, administrador da Área Pastoral.

Durante a celebração, aconteceu a instituição de quatro Ministros da Eucaristia. Após a liturgia, Dom Limacêdo abençoou a nova capela do Santíssimo.

Dom Limacedo celebra Missa pelos 75 anos de Emancipação Política de Tabira

Com a participação de fiéis, a igreja matriz de Nossa Senhora dos Remédios, em Tabira, foi o cenário da celebração da Missa em  Ação de Graças pelos 75 anos de Emancipação Política de Tabira, celebrada pelo Bispo Diocesano de Afogados da Ingazeira Dom Limacêdo Antônio, na noite de ontem, segunda feira 27 de maio.

A missa foi concelebrada por padres que Passaram por Tabira e filhos de Tabira, entre eles padre Aldo Guedes.

Além de fiéis, a celebração contou com a prefeita de Tabira, Nicinha Melo, de Secretários de Governo e Diretores, encerrando as comemorações dos 75 anos de Emancipação Politica de Tabira.

Tabira é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, a cidade é formada apenas pelo distrito sede e pelos povoados de Brejinho, Borborema, Riacho do Gado e Campos Novos. Sua população foi estimada em 27.681 habitantes, conforme dados do censo do IBGE de 2022, sendo o 4º município mais populoso da Microrregião do Pajeú.

Leia mais após a publicidade

Em 1865, Tabira era uma fazenda de propriedade do Sr. Gonçalo Gomes dos Santos, que por iniciativa própria, formou uma pequena feira, com o objetivo de atender os moradores da região. O sucesso alcançado foi tamanho que deu início a formação de uma povoação, recebendo inicialmente o nome de Madeira, depois Toco do Gonçalo, em virtude de haver no meio da feira um toco que servia ao talho da carne para venda ao público, posteriormente Espírito Santo ficando até 1939 quando passou a denominar-se Tabira, em homenagem ao grande guerreiro indígena Tabira, que segundo a lenda, em um combate, foi atingido por uma flecha no olho, e retirando-a com bravura, continuou lutando até vencer seus inimigos.

O terreno do patrimônio de Nossa Senhora dos Remédios e da cidade, exatamente o centro da cidade, foi doado pelo Sr. Gonçalo Gomes, que em sua homenagem tem seu nome a praça principal. A capela do povoado foi inaugurada em missa solene, pelo padre Pedro Pereira de Souza, no dia 03/09/1883, e que posteriormente foi substituída pela atual igreja matriz, construída por filhos da terra. Em 27 de maio de 1949, tomou posse o primeiro prefeito eleito pelo voto popular, o Sr. Pedro Pires Ferreira.

Gonçalo Gomes dos Santos doou ao patrimônio de Nossa Senhora dos Remédios partes de suas propriedades, justamente o que forma o perímetro urbano da atual cidade de Tabira.

Tabira foi desmembrada do município de Afogados da Ingazeira em 31 de dezembro de 1948. Porém só foi constituído município autônomo pela lei n. ° 508, de 27 de maio de 1949, data em que se comemora a sua emancipação política e que coincide com a instalação da primeira Constituição Municipal de Tabira.

Em Carnaíba, festa religiosa de Santa Rita tem encerramento com procissão e celebração na Gitirana

Na noite deste domingo, dia 26, aconteceu o encerramento da Festa Religiosa de Santa Rita de Cássia, no bairro da Gitirana, em Carnaíba.

O ato aconteceu com uma linda procissão saindo da Igreja Matriz de Santo Antônio e São João Maria Vianney, na Rua José Martins, no centro da cidade indo em direção à Capela no Bairro da Gitirana onde  foi celebrada a Santa Missa, presidida pelo pároco, Padre Miguel Nunes.

Ao final, o padre divulgou a nova comissão e a Madrinha da Bandeira e o Pajem para a Festa de 2025.

Continue lendo após a publicidade

Santa Rita de Cássia, nascida Margherita Lotti (Roccaporena1381 – Cássia22 de maio de 1457), foi uma freira agostiniana da diocese de EspoletoItália. Foi beatificada em 1627 e canonizada em 1900 pela Igreja Católica.

Foi uma pessoa de muita fé e que salvou da peste o cunhado apenas pela oração. Seu marido foi assassinado e seus filhos desejaram vingar-se de sua morte, mas Rita disse que preferiria ver morrer seus filhos a ver “o derramar de mais sangue”.

História

Imagem medieval de Santa Rita de Cássia, a mais antiga a representar uma santa. Pintura dos meados do século XV.

Santa Rita de Cássia, filha de Antonio Lotti e Amata Ferri Lotti nasceu em Roccaporena em 1381. Desde criança, a santa demonstrava seu desejo de viver uma vida em Cristo, acreditava no Amor pela Sagrada Família e, por isso, almejava constituir uma família. Seu pai, um juiz de paz, arrumou um casamento entre classes para a filha. No entanto, a moça acreditava que deveria casar por amor.

Conheceu nos mercados um homem que salvou uma criança. Dias mais tarde o encontrou na casa de sua amiga Mancini e o reconheceu: era Paulo. Paulo também se apaixonou por ela, contudo era filho de Ferdinando Mancini — um dos cavaleiros mais ricos e poderosos da região — que gostaria que seus filhos fizessem casamentos que favorecessem os negócios da família. Ela pediu a intercessão de Jesus, que seu amor fosse possível. Esse é o primeiro milagre: Santa Rita e Paulo casaram-se, mesmo vindo de classes distintas. Do casamento entre Rita e Paulo nasceram dois filhos gêmeos: Giangiacomo Antonio e Paulo Maria

Teve uma vida conjugal difícil devido aos hábitos da nova família e ao caráter violento do marido. Com seu empenho e orações, conseguiu convertê-lo. Viveram anos como camponeses. Após a morte do marido, vítima de assassinato por traição do chefe do feudo, o pai de Paulo, Ferdinando Mancini (sogro de Santa Rita) levou os garotos para lhes ensinar a batalhar a fim de, posteriormente, vingarem a morte do pai. Na hora da batalha, foram pegos em emboscada. Com o objetivo de protegê-los, a santa os enviou para um convento distante. Contudo, as freiras abrigavam leprosos, que transmitiram sua doença aos filhos da Santa, os quais não sobreviveram.

Viúva e sem os filhos, manifesta a vontade de ingressar no mosteiro das irmãs Agostinianas, que só aceitavam jovens solteiras. Ficou muito tempo refugiada na casa dos sogros. Ainda assim, começou a cuidar de doentes de lepra e a curar enfermos.

Então, numa noite, Santa Rita dormia, quando ouviu uma voz chamando: Rita. Rita. Rita.

Ela abriu a porta e estavam ali, Santo AgostinhoSão Nicolau e São João Batista. Eles pediram que ela os seguisse e depois de andarem pelas ruas, os santos desapareceram e Rita sentiu um suave empurrão. Ela caiu em êxtase e, quando voltou a si, estava dentro do mosteiro, estando este com as portas trancadas. Então as freiras não lhe puderam negar a entrada. Rita viveu ali por quarenta anos.

Cinco meses antes da morte de Rita, um dia de inverno com a temperatura frígida e um manto de neve cobria tudo, uma parente lhe foi visitar e antes de ir embora perguntou à Santa se ela desejava alguma coisa, Rita respondeu que teria desejado uma rosa da sua horta. Quando voltou a Roccaporena a parente foi à horta e grande foi a sua surpresa quando viu uma belíssima rosa, a colheu e a levou a Rita.

Assim Santa Rita foi denominada a Santa da “Rosa” e dos impossíveis. Santa Rita antes de fechar os olhos para sempre, teve a visão de Jesus e da Virgem Maria que a convidavam no Paraíso. Uma freira viu a sua alma subir ao céu acompanhada de Anjos e contemporaneamente os sinos da igreja começaram a tocar sozinhos, enquanto um perfume suavíssimo se espalhou por todo o Mosteiro e do seu quarto viram uma luz luminosa como se fosse entrado o Sol. Era o dia 22 de Maio de 1457.

Paroquia de Carnaíba celebra a Solenidade da Santíssima Trindade.

Na manhã deste domingo, dia 26, a Paróquia de Santo Antônio e São João Maria Vianney, da cidade de Carnaíba (PE), celebrou com grande participação de fiéis, a  Solenidade da Santíssima Trindade.

A Santa Missa foi presidida pelo Padre Vinícius Véras, Reitor do Seminário de Filosofia São Judas Tadeu, em Afogados da Ingazeira, auxiliado pelo Diácono Lindailson Ferraz, de Carnaíba.

“Bendito seja Deus Pai e seu Filho Unigênito, com o Espírito Santo, porque mostrou-nos a sua misericórdia.”

Continue lendo após a publicidade

A Solenidade que hoje a igreja celebrou não é um convite a decifrar o mistério que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”; mas é um convite a contemplar o Deus que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor.