18 de abril de 2024 1:59

Banner princ

PT vê crise com PSB

Mônica Bergamo – Folha de São Paulo

O PT já não deposita todas as fichas na formação de uma federação partidária com o PSB, que selaria a aliança em torno da chapa de Lula para presidente e Geraldo Alckmin como vice e obrigaria os dois partidos a atuarem juntos em todos os estados do país.

A reunião da direção do partido, ontem, com dirigentes do PSB e também do PV e do PC do B, que integrariam o acordo, foi considerada desanimadora. Os petistas que participaram da conversa já fizeram o relato a Lula, que concordou com o prognóstico de que a federação, embora ainda desejada, pode ser inviável.

As negociações seguem intensas e não serão interrompidas. Mas as pedras no caminho seriam várias. Para os petistas, a principal delas é a postura do ex-governador de São Paulo Márcio França, que mantém a pré-candidatura ao governo de SP e defende que Fernando Haddad abra mão da pretensão de também disputar o cargo para apoiá-lo.

França tem afirmado a lideranças que, embora Haddad esteja na frente nas pesquisas de intenção de votos, teria mais dificuldades em vencer a direita no estado no segundo turno por causa da rejeição de parte significativa do eleitorado ao PT.

Já os petistas informaram ao PSB que podem abrir mão de candidaturas em praticamente todos os estados – menos em São Paulo. Lula, em entrevistas nesta semana, já deixou explícito que a candidatura de Haddad é irreversível. As lideranças do PT lembram ainda que abriram mão da candidatura ao governo de Pernambuco, onde o senador Humberto Costa (PT-PE) liderava com folga, para apoiar um nome do PSB no estado.

O PT imaginava que França sinalizaria com um recuo nesta semana em troca, por exemplo, de ser candidato ao Senado e ministro de um eventual governo Lula. Mas isso não ocorreu. Pelo contrário.

Na reunião de dirigentes partidários de quinta-feira, enquanto a maioria dos integrantes do PSB mostrava simpatia pela ideia da federação e já negociava detalhes de seu funcionamento, França jogou um balde de água fria nos ânimos.

Ao pedir a palavra, ele afirmou que as regras da federação debatidas ali não tinham maior relevância e poderiam ser discutidas por três ou quatro pessoas. O importante de fato, frisou, seriam os gestos políticos dos diversos partidos que pretendem integrá-la.

A leitura foi a de que ele deseja do PT o “gesto político” de apoiá-lo para concorrer ao governo de São Paulo. O impasse com o ex-governador, portanto, permanece.

Outra pedra no caminho seria o prefeito do Recife, João Campos (PSB-PE). Ele não estaria empenhado na formação da federação porque ela dificultaria a pretensão de sua namorada, a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP), de sair candidata à Prefeitura de São Paulo em 2024.

Como uma eventual federação unindo PT, PSB e os outros partidos só poderia lançar um nome na capital, ela dificilmente seria a escolhida. Além disso, Campos não estaria confortável com a possibilidade de ter que conviver com sua prima e deputada federal Marília Arraes (PT-PE) na mesma federação, sendo obrigado até a apoiá-la em alguma eleição no futuro. Os dois são adversários figadais.

Um outro obstáculo seria o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB-ES). Buscando a simpatia de eleitores de centro-direita e direita, ele receberá no sábado (12) o ex-juiz Sergio Moro para conversar. Já a base do PSB, especialmente a bancada de deputados federais, defende enfaticamente a formação de uma federação com o PT. Eles acreditam que o acordo fortaleceria o campo de centro-esquerda e facilitaria a reeleição da maioria deles.

A pressão dos parlamentares socialistas sobre os dirigentes do PSB tem sido intensa, o que poderia reverter as dificuldades apresentadas até agora pelos caciques. França e Campos, no entanto, têm forte influência no diretório nacional da legenda, que tem a última palavra sobre o assunto. Daí o relativo desânimo de Lula e do PT. Sem a federação, o quadro muda na maioria dos estados. Os petistas poderiam voltar a lançar o senador Humberto Costa em Pernambuco. Clique aqui e confira a matéria da Folha de São Paulo completa.

Bomba! Danilo Cabral faz ameaças e implode Frente Popular

O governador Paulo Câmara voltou a ter problemas para formalizar a chapa da Frente Popular ao Governo do Estado. Ele queria anunciar Danilo Cabral hoje, mas o PT só decide o candidato ao Senado no próximo dia 15. Há também um novo conflito interno no PSB. Soube que Danilo ainda pode ser substituído pelo deputado Tadeu Alencar, por pressão do prefeito João Campos e a viúva Renata Campos.

Esta é uma versão. A outra é que Danilo teria ameaçado em sair da disputa, mesmo não tendo sido confirmado oficialmente. O impasse teria sido o nome para o Senado. Danilo teria preferência por Marília Arraes, para ele com mais poder de somar dentro da aliança em termos de densidade eleitoral do que o deputado Carlos Veras, indicado por Humberto Costa.

Agora, ninguém mais se entende no núcleo duro da Frente Popular.

Por Magno Martins

Miguel Coelho construirá maior frente de oposição na história de Pernambuco

De protagonista em várias eleições, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) deverá ser um articulador discreto – mas não menos influente – no pleito deste ano. Na segunda-feira (7), durante ato político no Recife que oficializou o apoio do Podemos à pré-candidatura de Miguel Coelho ao Governo de Pernambuco, FBC afirmou que seu filho fará a maior frente de oposição no Estado.

Daqui até 30 de março, quando Miguel irá sair da Prefeitura de Petrolina para concorrer ao Governo de Pernambuco, vocês vão assistir a muitos eventos de apoio, de engajamento para formar a maior frente política de oposição desse Estado”, afirmou. Além do Podemos, o evento contou com representantes de diversos agremiações de oposição, como MDB, DEM, PSDB e PTB.

Na foto acima, o pré candidato a governador aparece ao lado do vereador Matheus Francisco, em Carnaíba, onde Miguel Coelho tem um grande eleitorado apoiado pelo grupo de oposição formado pelos vereadores Matheus Francisco, Vanderbio Quixabeira, Neudo da Itã, Missa de Lulu, Juniano Ângelo e Irmão Paulinho de Serra Branca, além de três ex prefeitos Didi da Felicidade, Zé Mário Cassiano e Tota de Juvenal além do suplente de vereador Anchieta Crente.

Ciro: Lula precisa de um “espantalho” como Bolsonaro

O pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou que o ex-presidente Lula (PT) precisa de um “espantalho” como o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) para sustentar sua candidatura. As informações são do Poder 360.

“O Lula, esquecendo todas as contradições econômicas, morais, políticas dele. Ele precisa do espantalho do Bolsonaro. Então na cabeça dele, o Bolsonaro está tão repudiado pelo povo que todo mundo votará nele, para se livrar do Bolsonaro”, disse Ciro em entrevista.

Em resposta à afirmação de Lula do suposto abandonamento de seu partido, Ciro argumentou que o petista “quer ver o diabo, e não quer me ver na frente, porque, eu, respeitosamente mostrarei que o Lula, corrompeu-se”.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, já manifestou apoio em 2º turno a Lula, caso o adversário seja o presidente Bolsonaro. “Olha o que ele está fazendo hoje. Como alguém diz para o povo que gente se feriu, pessoas foram presas nos protestos contra o golpe. Ele agora está agarrado com Michel Temer, Renan Galheiros, Eunício de Oliveira”.

Ciro também demonstrou a preocupação em ser colocado na chamada 3ª via de opção a candidatura à Presidência. “A tarefa do Brasil é muito urgente para se livrar do Bolsonaro, mas não é essa a tarefa mais grave. O maior importante, é o que colocaremos no lugar”.

Prefeita de Jati-CE recebe o presidente Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) chegou a Jati no início dessa tarde, onde foi recebido pela a prefeita Mônica Mariano, na quinta visita ao Ceará desde que tomou posse. O mesmo visita a barragem do Jati, no Cariri, nesta terça-feira, 8 de fevereiro, para acompanhar retomada da liberação das águas da transposição do rio São Francisco para o cinturão das Águas do Ceará.

Participaram da visita ao lado do presidente os deputados federais Capitão Wagner (Pros), Jaziel Pereira (PL) e Domingos Neto (PSD), a deputada estadual Dra. Silvana (PL), o vereador Carmelo Neto e o prefeito de Eusébio, Acilon Gonçalves (PL).
Mais cedo, Bolsonaro desembarcou em Juazeiro do Norte, às 9 horas, e seguiu para Salgueiro (PE) de helicóptero. Onde Chegou a Jati por volta de 12h30.

Fizeram uso da tribuna, o Deputado Federal Capitão Wagner, que é pré candidato a governador do Estado do Ceará, o ministro Paulo Marinho, a prefeita do Jati Mônica Mariano, que saudou todas as autoridades, em nome de seu pai, Romonilson Mariano prefeito de São José do Belmonte no Estado de Pernambuco, em seguida foi a vez do presidente da República Jair Messias Bolsonaro, que falou da sua gestão e dos feitos do seu governo.

Do Ceará, o mandatário se dirige para o Rio Grande do Norte, percorrendo ao todo três estados da região.

GeoBelmonte

Exclusivo! Sávio Torres se filia ao Podemos para apoiar Miguel Coelho

O Prefeito do município de Tuparetama, Sávio Torres, eleito pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) com 54,61% dos votos, derrotando o ex prefeito Dêva Pessoa (PSD) e Júnior Honorato (Psol), nas ultimas eleições, filiou-se ao “PODEMOS” na tarde desta segunda feira 7 em solenidade no Recife.

Além do prefeito de Tuparetama, a prefeita de Lagoa de Itaenga, Graça do Moinho, que era do PSB, também se filiou ao Podemos. Eles decidiram que a candidatura de Miguel Coelho ao governo do estado de Pernambuco nas eleições deste ano. Ainda foi realizada a filiação de outros prefeitos e vice-prefeitos ao Podemos.

Os novos filiados participaram nesta segunda feira, de um ato no Mar Hotel, em Boa Viagem, onde aconteceu a oficialização do apoio do Podemos a candidatura do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ao Governo de Pernambuco. Presidido no Estado pelo deputado federal Ricardo Teobaldo, a legenda promoveu evento para cerca de 200 apoiadores do partido e de convidados.

Governo Paulo Câmara assinou contrato proibido

O Ministério Público Federal (MPF) requereu à Justiça Federal de Pernambuco a intimação do secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Marcelo Andrade Bezerra Barros, para que cumpra decisão judicial que proibiu empresas investigadas no âmbito da Operação Literatus de firmarem contratos com o Poder Público, por 120 dias. As informações são da Assessoria do MPF em Pernambuco. O requerimento é assinado pelos procuradores da República Silvia Regina Pontes Lopes e Cláudio Dias.

Apurações do MPF revelaram que, em 2 de dezembro passado, a Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco celebrou contrato com uma das empresas proibidas pela Justiça Federal de contratar com o Poder Público, de acordo com medida judicial cautelar decretada em 1º de dezembro de 2021. A contratação prevê o fornecimento de material bibliográfico no valor de R$ 32,7 milhões, como afirma o jornalista Magno Martins.

No requerimento, o MPF solicita que a Justiça determine o cumprimento da medida cautelar, com a interrupção imediata do contrato celebrado irregularmente entre a Secretaria de Educação e a GM Quality Comércio. Os procuradores da República destacaram ainda que a forma de contratação feita – por meio de adesão a ata de registro de preços – é justamente a modalidade que vem sendo investigada pela Operação Literatus.

A 4ª Vara da Justiça Federal já negou o pedido de reconsideração feito pela defesa das empresas investigadas no âmbito da operação e manteve a proibição de contratação com o Poder Público ou renovação de contratos por 120 dias. O mesmo pedido feito pela defesa ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) já havia sido igualmente negado.

Deflagrada em dezembro passado, a Operação Literatus abarca investigações de suposto esquema de apropriação ilícita de recursos públicos da área de educação. Há indícios de possível superfaturamento na venda de livros e kits escolares a órgãos estaduais e municipais de Pernambuco, especialmente em contratos firmados com a Prefeitura do Recife e com a Secretaria de Educação do Estado.

As investigações indicaram o envolvimento de empresa beneficiada no esquema, que abrangeria todas as esferas de governo em território pernambucano e que tinha, como principal forma de aquisição dos bens comercializados, a adesão a atas de registro de preço de pregões de órgãos federais de outros estados – o que propiciaria celeridade às contratações –, a exemplo de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia sediados em Santa Catarina, São Paulo e Paraná. Conforme apurado, há possibilidade de conluio da empresa favorecida com os entes contratantes e as editoras dos livros fornecidos, sugerindo eventuais direcionamentos nas contratações, superfaturamento, participação de empresas “fantasmas” e outras condutas ilegais.

Os supostos crimes praticados pelos investigados são os de contratação direta indevida, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Podemos oficializa apoio à pré-candidatura de Miguel Coelho

Aconteceu, nesta tarde de segunda feira 7, no Mar Hotel, em Boa Viagem, a oficialização do apoio do Podemos a candidatura do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ao Governo de Pernambuco. Presidido no Estado pelo deputado federal Ricardo Teobaldo, a legenda promove evento para cerca de 200 apoiadores do partido e de convidados. As informações são do portal Pernambuco em Pauta.

Dentre os presentes, além de Miguel e Ricardo, encontraram-se a presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o deputado federal Fernando Filho (DEM), os deputados estaduais Antônio Coelho (DEM), Romero Sales Filho (PTB) e Alessandra Vieira (PSDB). Também estiveram presentes prefeitos como Zé Martins, de João Alfredo, Lucielle Laurentino, de Bezerros, o ex-prefeito Edson Vieira, de Santa Cruz do Capibaribe, dentre outros.

No ato, a prefeita de Lagoa de Itaenga, Graça do Moinho, que era do PSB, se filiou ao Podemos. O prefeito de Tuparetama, Sávio Torres, também se filiou ao partido. Além disso, foi realizada a filiação de outros prefeitos e vice-prefeitos ao Podemos.

Após encontro, Raquel e Miguel adotam estratégia do silêncio

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), cotada para concorrer ao Governo do Estado, e o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, pré-candidato ao Palácio do Campo das Princesas pelo DEM, foram à mesa, nesse sábado (5). O resultado do encontro foi o silêncio total dos gestores, indicando que cada um continuará com os seus respectivos projetos. Raquel seguirá ao lado do PL, PSC e Cidadania; e Miguel, com sua pré-candidatura com o Podemos.

Contrariando a expectativa de que na ocasião os prefeitos da oposição iriam decidir se é melhor uma ou duas candidaturas do grupo, além de uma estratégia para o primeiro turno nas eleições de outubro, uma fonte oposicionista contou que este não foi um encontro excepcional e sim, rotineira, de ajustes. Além disso, marcou a retomada de diálogo entre Raquel, que também é presidente estadual do PSDB, e Miguel presencialmente após após uma pausa por terem contraído a Covid-19 no início do ano.

“Foi dada uma cotação que era algo excepcional, mas não foi. Foi uma reunião rotineira, de ajustes do caminhar da oposição, dos caminhos que estão sendo tomados, avaliando cenários”, pontuou a fonte, ressaltando que Raquel, Miguel e o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), têm conversado constantemente. (Fonte: Folha/PE)

Ao Blog, Humberto confirma desistência de candidatura ao governo

Pelo Whatsapp, o Senador Humberto Costa (PT), confirmou ao Blog do Cauê Rodrigues na tarde desta sexta feira 04, a sua desistência de sua candidatura ao governo do estado de Pernambuco nas eleições deste ano.

?? Estive hoje numa conversa muito positiva com o presidente Lula e a companheira Gleisi, presidenta do nosso partido. Por uma construção coletiva, por uma aliança nacional contra esse fascismo encarnado por Bolsonaro, retiramos a nossa candidatura em Pernambuco num gesto político ao PSB. Uma candidatura extremamente competitiva, em 1? lugar disparado nas pesquisas, com 38% das intenções de voto. Fizemos isso porque queremos pavimentar, acima de quaisquer interesses pessoais, um caminho de união em favor da esperança e de um novo Brasil. Neste desafio, Pernambuco é estratégico e tem um peso importantíssimo. O PT do nosso estado está dando uma contribuição fundamental à conquista desta vitória! Escreveu o Senador.

Humberto desiste então de sua candidatura para apoiar a possível candidatura do Deputado Danilo Cabral, deputado este que votou contra a Presidente Dilma durante o Impeachment e disse durante seu voto que tinham que limpar o Brasil tirando Dilma e o PT do poder.

Vereador Edson de Zé Negão cumpre agenda no Recife

O Vereador Edson Henrique, ou Edson de Zé Negão como é o conhecido o parlamentar de Afogados da Ingazeira, do PTB, esteve na manhã desta sexta feira 04, cumprindo agenda na capital pernambucana.

O vereador teve encontro com o Deputado estadual João Paulo Costa (Avante), onde debateram assuntos relacionados a melhorias e ações que possam contribuir com o engrandecimento e desenvolvimento de Afogados da Ingazeira.

Danilo que votou contra Dilma é bombardeado na Internet

Por Magno Martins

Praticamente confirmado candidato do PSB a governador de Pernambuco, o deputado federal Danilo Cabral sofreu o seu primeiro bombardeios nas redes sociais: um vídeo mostrando seu voto a favor do impeachment de Dilma com o discurso na histórica sessão. O PT que Danilo ajudou a tirar do poder é o mesmo que abraça hoje recorrendo à popularidade de Lula.

Oposição mantém a harmonia para derrotar o PSB em Pernambuco

A oposição de Pernambuco está caminhando para ter duas candidaturas ao Governo de Pernambuco em 2022. De um lado, há o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), que já se lançou pré-candidato ao Governo de Pernambuco quando realizou um grande ato de filiação no Recife. Do outro lado, há o grupo liderado por Anderson Ferreira (PL) e Raquel Lyra (PSDB), que ainda não definiu quem será o cabeça da chapa mas irá lançar um postulante a governador.

Esses dois grupos poderiam estar em rota de colisão e brigando pela hegemonia na oposição, mas a experiência na eleição para Prefeito do Recife em 2020 mostrou que essa estratégia não é benéfica para o bloco como um todo. Sendo assim, Anderson, Miguel e Raquel têm mantido uma relação de cordialidade e até de diálogo, enquanto seus principais aliados também procuram não causar desentendimentos internos ou fazer provocações.

A eleição do próximo ano pode ser um ponto de virada no estado de Pernambuco, tendo em vista que o PSB quer lançar o nome de quadro relativamente desconhecido e pouco avaliado nas pesquisas, que é Danilo Cabral. A oposição conta com muitos dos maiores prefeitos de Pernambuco e uma grande quantidade de partidos, pode-se dizer que está com a faca e o queijo na mão para chegar ao Palácio do Campo das Princesas.

Eleições: Um dos quadros que mais tem defendido a unidade da oposição é Mendonça Filho (DEM), que já liderou o bloco mas, agora, será candidato a deputado federal. Mendonça tem um boa relação com Anderson e Raquel e defendeu a harmonia, mesmo que esteja apoiando Miguel Coelho para a eleição do próximo ano.

União Brasil acredita que pode eleger até 10 governadores

Integrantes da cúpula do União Brasil, sigla que surgirá a partir da fusão entre PSL e DEM, acreditam que podem eleger até 10 governadores este ano. As informações são do portal O Antagonista.

Na lista dos estados em que o partido acredita que tem chance de vitória, estão Goiás, com Ronaldo Caiado; Mato Grosso, com Mauro Mendes; Bahia, com ACM Neto e Pernambuco, com Miguel Coelho – filho do ex-líder do governo no Senado Fernando Bezerra Coelho (MDB).

Além destes, entrou na conta do partido o estado do Ceará, com Capitão Wagner. Apesar de estar hoje no PROS, Wagner deve migrar para o União Brasil. Ele lidera as pesquisas de intenção de voto na terra de Ciro Gomes.

Miguel Coelho, a força da mudança que vem do Sertão

Desde que o PSB tomou o poder em Pernambuco em 2006, a oposição tem tido dificuldade para ter um bom desempenho na região do Sertão. Porém, a situação deve mudar na eleição para governador de Pernambuco em 2022.

Dentre os pré-candidatos, Miguel Coelho é hors-concours no Sertão do São Francisco e também está no topo das intenções de voto das demais regiões do sertão. Esse excelente desempenho não advém apenas da proximidade regional mas, principalmente, da gestão impar que Miguel teve à frente da Prefeitura de Petrolina.

Entretanto, Miguel sabe que o bom desempenho no sertão não é o suficiente para vencer a eleição em 2022. Por conta disso, ele foi o primeiro pré-candidato a percorrer praticamente todas as regiões de Pernambuco realizando encontros políticos, como em Carnaíba, por exemplo, onde recebe o apoio de todo o grupo de oposição politica.

Caso consiga vencer o alto índice de desconhecimento do grande público e fazer um grande trabalho de marketing para mostrar todos os investimentos que foram feitos em Petrolina na sua gestão, Miguel Coelho pode ser uma força imparável que conquistará Pernambuco do sertão ao litoral.

Crítica: Em crítica às gestões do PSB em Pernambuco, o líder da oposição na Alepe, Antônio Coelho (DEM), defendeu a mudança em 2022: “Pernambuco precisa recuperar o tempo perdido. Felizmente, um novo caminho se apresenta ao pernambucano. Em 2022, a oposição vai apresentar um novo modelo de governo ao nosso povo, que vai ter como pilares centrais da sua plataforma de atuação uma participação maior da sociedade, as privatizações e concessões assim como a redução de impostos”, disse Antônio.

Em Carnaíba, Miguel Coelho soma com os apoios de três ex prefeitos; Tota de Juvenal, Didi da Felicidade e Zé Mário Cassiano, além dos vereadores Neudo da Itã, Matheus Francisco, Missa de Lulu, Vanderbio Quixabeira, Juniano Ângelo, Irmão Paulinho e do suplente Anchieta Crente.

Paulo Câmara do PSB anuncia candidato a semana que vem

As fontes palacianas e as não tão palacianas assim são unânimes em dizer que o anúncio do candidato a governador do PSB ficou para a semana que vem. Quem estava ansioso e roendo as unhas para saber quem será o escolhido, pode relaxar o bigode porque a “fumaça branca” ficou para depois. Até lá, ainda não “habemus” candidato.

Os motivos para o adiamento são alguns. O maior deles é a montagem da chapa, cuja vaga para o Senado está em franca disputa entre a ala do PT liderada pelo senador Humberto Costa, o PSD de André de Paula, o Republicanos de Silvio Costa Filho, o Progressistas de Eduardo da Fonte e o PDT de Wolney Queiroz.

Em decorrência dessa disputa, que não deve acabar agora, só saberemos na semana que vem será o candidato a governador. Todas as fontes ouvidas pela coluna apontam para o deputado federal Danilo Cabral, socialista histórico e ligado ao grupo do ex-governador Eduardo Campos desde sempre.

Contudo, como em política tudo pode mudar até o dia da oficialização, não vamos cravar a indicação de Danilo. Como disse uma fonte: “o prego já foi batido, só falta virar a ponta”. No entanto, existe também uma ala de deputados estaduais e presidentes de partido que estão na torcida e não perdem a esperança pela indicação de José Neto, secretário da Casa Civil.

Por: Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE 

Vândalos incendeiam casa de educador em Quixaba

Em Quixaba, interior de Pernambuco,  na madrugada desta quarta feira 02, o educador Carlos Wanderson dos Reis Lima, teve sua residência totalmente destruída depois que indivíduos ainda não identificados pela policia atearem fogo propositalmente.

A casa que fica localizada na Rua Marçal Salvador,  no centro de Quixaba, estava sem ninguém, o educador que morava com os avós, perdeu sua avó recentemente e na data de hoje se encontra com seu avô internado no Hospital do Agreste, na cidade de Caruaru.

Tudo foi perdido, desde telhado, portas, janelas, moveis e eletrodomésticos, documentos, mantimentos e roupas.

Na rede social, Wanderson lamentou o ocorrido e disse que vai batalhar para conquistar tudo o que os vândalos destruíram. Amigos do educador estão fazendo uma vaquinha para ajudar o educador em um momento tão difícil como essa.

Para ajudar Wanderson faça sua doação de qualquer valor através do Pix: 089 542 814 86.

A Policia Militar esteve no local e o caso está sendo apurado pela Delegacia de Policia Civil de Quixaba.

Câmara de Carnaíba terá eleição surpresa para novo Presidente nesta quarta

Em Sessão Ordinária no Plenário Jesus Wilson do Nascimento, da Casa Major Saturnino Bezerra, desta quarta feira 02, os onze vereadores do município de Carnaíba (PE), ficaram surpresos quando o presidente da Câmara anunciou para esta quinta feira 03, a eleição para a Mesa Diretora do Biênio 2023/2024.

A atual Mesa é composta por Cícero Batista (Presidente), Alex Mendes (Vice Presidente), Izaquele (1ª Secretária) e Juniano Ângelo (2º Secretário). Todos até então da base governista do PSB. O Parlamentar Juniano por não pactuar com o estilo de governabilidade do prefeito Anchieta Patriota deixou o grupo e começou fazer parte da oposição.

A ideia do grupo de Anchieta Patriota era pegar os vereadores de oposição de calça justa, e não apresentarem chapa, porém os vereadores Matheus Francisco, Neudo da Itã, Irmão Paulinho, Juniano Ângelo e Missa de Lulu não hesitaram e também irão apresentar chapa para votação, o que é de lei.

O Blog do Cauê Rodrigues teve acesso à formação da chapa apresentada pela oposição. O Presidente Cícero Batista que não pode disputar a reeleição de acordo com o Regimento Interno da Câmara, deverá indicar o atual vice Alex Mendes.

PT poderá apoiar nomes do PSB que votaram pelo impeachment de Dilma

PSB enfrenta uma dificuldade adicional na negociação em busca do apoio do PT na disputa pelo governo de Pernambuco este ano. Nomes mais cotados para serem o candidato pessebista a governador, os deputados federais Tadeu Alencar e Danilo Cabral votaram a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff em 2016.

Cabral, inclusive, estava de licença da Câmara e reassumiu o mandato apenas para votar pela saída da presidente petista. Ele estava ocupando o cargo de secretário de Planejamento e Gestão no primeiro mandato de Paulo Câmara (PSB) no governo do estado.

“Em nome de um Brasil diferente, em nome de Eduardo Henrique Accioly Campos, que foi nosso governador, presidente do nosso partido, em nome de sonhos de um Brasil mais igual, de um Brasil mais equilibrado, com mais educação e saúde, de um Estado que faça as entregas que a população deseja, em nome daquilo que ele nos pediu, ‘Coragem pra mudar o Brasil’, ‘sim’”, disse Danilo Cabral ao declarar seu voto na Câmara.

Tadeu Alencar também votou citando o ex-governador Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo em 2014, na véspera do início da campanha eleitoral daquele ano, quando Dilma se reelegeu. Em seu breve discurso, o deputado disse que o afastamento da presidente era “necessário”.

“Estão presentes os pressupostos políticos e jurídicos que caracterizam crime de responsabilidade da presidente. Essa grande manifestação do Parlamento brasileiro é o sentimento da maioria da sociedade brasileira”, afirmou.

Em recente pesquisa Vox Populi encomendada pelo PT sobre a corrida pelo governo de Pernambuco, tanto Tadeu Alencar quanto Danilo Cabral aparecem nas últimas colocações. Na pesquisa estimulada, Cabral tem 1% das intenções de voto, enquanto Tadeu aparece com 2%.

O nome do PSB que melhor pontua no levantamento é do ex-prefeito de Recife Geraldo Júlio. Ele alcança 16% das intenções de voto. O ex-prefeito, porém, já avisou ao PSB que não topa ser candidato a governador este ano. O líder na pesquisa é o senador petista Humberto Costa.

Metropóles

Vox Populi: Marília Arraes lidera disputa pelo Senado em Pernambuco

Assim como o resultado da pesquisa para Presidente e Governador de Pernambuco, realizada pelo Instituto Vox Populi, o Blog do Cauê Rodrigues também  teve acesso na manhã deste sábado  29, ao resultado da nova pesquisa  relativa à disputa para Senador.
Foram ouvidas 800 eleitores em 37 municípios de Pernambuco entre os dias 22 à 24 de Janeiro de 2022, e a pesquisa foi registrada junto a Justiça Eleitoral sob N° PE- 00374-2022.
A  margem de erros percentuais é de 3,5% para mais ou para menos com confiança de 95%.

Intenção de voto estimulada para senador de Pernambuco:

  • Marília Arraes  (PT) – 26% em um segundo cenário.
  • Anderson Ferreira (PL) – 12%
  • Carlos Veras (PT) – 10%
  • Eduardo da Fonte (Progressista) – 6%
  • André de Paula (PSC) – 5%
  • Silvio Costa Filho (Republicanos) – 3%
  • Gilson Machado Neto (PSC) – 2%
  • Branco/nulo/não vai votar – Variam entre 31% e 25% de acordo com os cenários apresentados.
  • Não souberam ou não responderam– variam entre 31% e 23% de acordo com os cenários.

VEJAM AS SIMULAÇÕES: